domingo, julho 15, 2007

Olhos mais bonitos...

Acordei com os olhos bonitos.
Adormeci a chorar e acordei a chorar, mas com os olhos mais bonitos.
Antes de adormecer mandei sms a dizer o que sentia a quem me faz chorar; não tive resposta, como sempre... Um grande Amigo meu achava-me pessimista até conhecer por dentro a minha vida, in loco, e agora diz "também não tens sorte..." Sim, a Sorte ajuda muito a viver.
Acabei de vir de passear o meu cão: há um grande rectangulo verde aqui no meio dos prédios e habituei-o a não sair do perímetro; mal lhe solto a trela ele corre desalmadamente, como tivesse pressa para chegar e nenhum sítio onde ir, então corre em círculos - primeiro mais largos e depois com o epicentro mais curto... Fiquei a olhar para ele e percebi que acontece o mesmo comigo.
Há anos, num Agosto maldito, em Albufeira, de madrugada, enquanto procurava estacionamento, passei diversas vezes por uma bifurcação; no triangulo central estava um cão a ladrar desesperado - alguém lhe disse "Fica! O Dono vem já!" e o bicho não saía dali - à espera do Dono que não vai voltar jamais. No Verão os cães tornam-se carga a mais e é fácil dar-lhes um pontapé e arrancar com o carro a toda a velocidade. Nunca percebi como se podia fazer isso a um animal que nos é leal e capaz de matar para nos defender...
Até descobrir que há muitas submissas a ladrar em bifurcações todos os Verões.
Até descobrir que a submissa que sou não tem sítio para onde correr, uma vez a trela solta, que não sabe o caminho, depois do carro ter arrancado a e fica ali à espera do Dono que disse que voltava.

Os Dominadores dizem à submissa que a querem, como a querem, ensinam-na a não usar roupa interior, a dizer sempre "Sim, Mestre", a pensar primeiro no seu Senhor e a viver para ele em exclusividade, mas não desensinam como se pára isso, quando o Verão chega... D/s é sobre condicionamento - acção/reacção - receber e dar... Quem está condicionado para dar, para ser levado pela trela, como faz quando já não tem quem indique o caminho? Peço coordenadas para o meu caminho nas minhas sms e sou acusada de "stalker", de "perseguição" - pelo mesmo que antes queria que o seguisse de olhos vendados. Onde está a lógica do BDSM, então? A lealdade não deveria ser recompensada? E a honestidade? E a exclusividade? Já perguntei aqui 500 vezes ---------- como se tira a coleira da alma?

A noite passada, uma amiga dizia ao telefone, cansada "É a segunda vez esta noite que me falam em suicídio, bolas..."
Um cão abandonado suicida-se a atravessar estradas sem cuidado, porque não tem rumo.
Há pessoas sem rumo que só querem adormecer e acordar a sorrir, nem que com os olhos mais feios. Há gente que só quer que os deixem dar, dar-se...
Devo ter os olhos muito bonitos agora!
Se eu aceitasse uma trela neste momento era suicidio porque há muitas maneiras de morrer voluntariamente!
Ando a mirrar por dentro - a secar - a deixar-me ir, porque não tenho ninguém à espera em parte alguma...
Fico a ladrar sms de madrugada e acordo a chorar porque já posso vestir cuecas se me apetecer - e nao me apetece nada, porque me ensinaram a não ter apetites. Como se desaprende a ser de alguém?

Este é o outro lado do BDSM - o das dores e marcas que nao se podem exibir porque são invisiveis. Onde não há justiça nem bom-senso, nem humanidade e onde ninguém devia cair nunca. Onde a dor não é mesurável e se perde a razaão, fica-se insane.
Há anos atrás parti uma perna e estive meses de muletas, perdendo o andar; tive de reaprender a andar e nao sofri tanto como agora, em que sei andar mas nao tenho para onde.

Como se desaprende a ser de alguém?
Como se faz para não sentir?
Como se adormece sem acordar?
Como se tira a coleira da alma?

Sempre acreditei em Dominadores como gente justa, em auto-controle, determinada e forte; sem medo e a acreditar em honra e valores e sentimentos - uma espécie de cavaleiro intrépido da actualidade. Deixei de acreditar nisso - Doms são iguais a submissos, se os subs não forem mais fortes e mais coerentes até...
Só se é Dominador quando se tem algo para dar!
Pegar em chibatas e chicotes e fazer sessões hard SM privadas não faz de ninguém Dominador, mas sim um executante de fetichismos de SM...
A Dominação só acontece quando a submissa quer voltar antes de lhe perguntarem, quer-se dar mais sem ser obrigada, quer ser Dele antes dele mesmo se aperceber... Depois, é só o acto fisico, mas são os olhos quem mandam.

Conselhos práticos para submissos/as:
1) Desconfiem sempre de quem não vos trata pelo nick/nome - quem generaliza as subs como colectivo não lhes dá valor individual
2) Quem repete muitas vezes logo nas primeiras "sessões" que só nos quer usar sem se apaixonar, é alguem inseguro
3) Quem vos Domina/fode de luz apagada demonstra auto-insegurança e medo de se expor
4) Quem muda de nick/nome só para aquela sub, para nao se expor publicamente - tem coisas a esconder, e vergonha da sua sub
5) Quem não vos dá uma prenda de Natal ou falta ao vosso aniversario sem motivo urgente, não merece a V. entrega
6) Quem vos diz que não conseguem competir com subs mais novas está a dizer: "Procuro corpos perfeitos e não almas submissas que torne perfeitas aos meus olhos"
7) Quem vos diz "Só sei formar submissas, não sei dar-lhes reciclagem!" não é Dominador!!!!

Gostava de ter a inocencia dos 20 anos e acreditar nos Doms virtuais quais putos com borbulhas a comprar Lolitas no IRC. Gostava de ter 30 anos e crer que "vale sempre a pena".
Mas nao - tenho 43 anos e não se passa nem uma coisa nem outra.

Hoje devo ter os olhos lindissimos - pena que ninguem veja, que Ele, o que me fez Maior por ele, não queira ver.
Pena que nada seja mais.
Que pena...

6 comentários:

DOMINADOR1960 disse...

" Para encontrar a esperança é necessário ir além do desespero. Quando chegamos ao fim da noite, encontramos a aurora "

Georges Bernanos.

Um Beijo terno.

Metamorphosis disse...

Bons conselhos, falaste muito bem. O problema maior eu digo sempre é as pessoas colocarem os rótulos à frente do ser, da pessoa. Os rótulos que temos no BDSM são apenas uma pequena parte de cada um de nós, em primeiro lugar somos a pessoa, com tudo aquilo que somos e faz parte de nós e quem não respeitar isso em primeiro lugar, não nos merece seja como Dom ou sub. Ninguém se pode deixar usar como objecto apenas por ser sub, nem nenhum/a Dom/me tem o direito de se julgar superior ou agir como se fosse Deus/a ou como realmente Dono/a de alguém, porque o BDSM assim como qualquer relação entre duas pessoas, tem que acentar no consenso, na segurança, no cuidado, no respeito de parte a parte, no carinho e até em sentimentos mais fortes se for o caso. Era importante também que os/as subs tivessem mais amor próprio isso evitava-lhes muitos dissabores e garantia outro tipo de respeito. É pelo menos a minha opinião.

Lilith disse...

este texto entristeceu-me.

Anónimo disse...

Eu tambem já vi um cão ser abandonado.
Foi no meio de uma estrada, e o carro arrancou e o cão correu atrás dele, pelo meio da estrada, indiferente ao perigo de ser atropelado, apenas focado em seguir o dono q ia naquele carro, sem pensar que tinha sido abandonado, fiel a quem lhe fez mal, a quem nao o queria, a quem dele fugia. Lembro me na altura de comentar com alguns amigos a inumanidade de tal situação.
Os seres humanos teem mais sorte que os cães abandonados pelos donos, a quem so resta o arranjar outro dono; teem amigos que os ouvem chorar, gritar, renegar tudo e todos, que ouvem ideias loucas sem uma critica, e continuam a dar um ombro. Que pegam e levam ao colo, que ajudam a passar os escolhos de uma morte e de um parto, de uma vida q nasce. Amigos: pais e mães de todas as crises graves na vida de um ser humano, em que tudo parece acabar para se renascer.
Coleiras de alma ou do coraçao, coisa seria, das duas uma: ou caiem de podres, ou a vida que nasce as rasga com a sua pujança.
JoaoDeAviz

Anónimo disse...

...«porque o BDSM assim como qualquer relação entre duas pessoas»...

Qualquer relação entre quaisquer duas pessoas tem que basear-se em dar e receber. Em respeito.

Pena é que, quando nos apaixonamos, não consigamos ver e ouvir quem nos quer bem. Pena é que nos transformemos por quem não vale a pena mas ignoremos os constantes pedidos de mudança dos que realmente nos amam.

A vida é feita de escolhas e não acredito em pessoas sem escolha nem em irresponsáveis pelas suas opções/acções.

Há outros Bernanos igualmente importantes mas que foram muito mais ignorados. Por opção.

Espero que encontres uma aurora porque há, com certeza, muitas pessoas que nunca te desejaram menos do que isso.

MissLibido disse...

Obrigada a todos, mas uma palavra especial a esta "Anonima" que julgo conhecer bem...

Toda a gente fica cega e surda e muda quando se apaixona e muitos fazem opçoes erradas; uns fecham a porta, a outros fecham-lhes a porta.
Mas os Amigos não apontam mudanças e fogem, ficam e abrem mais a porta... E quem nunca esteve apaixonado e fez disparates que atire a primeira pedra!
**************