quinta-feira, julho 31, 2008

BDSM
As almas fundem-se numa só.
Os rostos misturam-se.
O corpo é uma embalagem...
Somos e sentimos juntos.
Escorraçamos a vida para longe, para sermos felizes, numa pequena caverna onde não temos sombra!
A dôr e o prazer que se derretem no mesmo sabor do palato na boca.
Músculos e sangue e lágrimas e suor.
Coração.
E a liberdade de ser o que alguém nos quer fazer.
A prisão dos livres.
Escolhas...
Uma alma na palma da mão!
bondarina_MA

Verdade ou Ficção?

Era de madrugada.
Verão.
Não mexia uma folha.
Noite estrelada e sem nada a perturbar a imaginação de mundos distantes.
Nós estávamos agitados, tristes connosco próprios, desiludidos com o reflexo no espelho.
A vida tinha-nos açoitado e tinha sido uma vertigem junto ao abismo!
Mas, no carro, com jazz de trompete à Nova Orleães, em silêncio, ambos pequeninos, fomos vogando e paramos junto ao mar, num ermo escondido da estrada principal.

"- Quis vir aqui, por ser um lugar telúrico. Dá-me paz!"
Disse o meu Dono.
"- Sabes o que é telúrico?"
Abanei a cabeça a confirmar. Sentia-me uma esponja que tinha absorvido todas as más vibrações da nossa discussão anterior que seria a última. Sentia-me uma ameba. Sentia-me um ser esponjoso que nao conseguia pensar, só sentir - nada!
E o meu Dono começou a falar.
E eu ouvi e, devagar, começamos a dar uma coça na vida por nos ter atraiçoado...
A certo ponto ele sorriu e eu tive um lampejo de luz dentro da cova que era a minha alma da cor do breu.
Depois disse " - Agora vamos a outro sítio de paz!"
E lá me deixei levar por ele, antes da partida no dia seguinte, talvez a última partida.
O trompete insistia em rasgar os lençóis daquela madrugada só nossa - sem ninguém nas estradas nem a caminhar - e eu encolhia-me mais, com medo... muito medo... de ele ir embora na cauda de alguma estrela cadente!
Fomos andando e procuramos um monte famoso nas redondezas, donde se vê uma paisagem esplendorosa - de noite ou de dia - até ao mar, passando por cima de uma grande cidade iluminada.
Saiu do carro e chamou-me, vários cigarros depois do silêncio.
Fui.
Deu-me a mão e no largo dos moínhos caiados de branco e da capela em obras de restauro, circundamos o terreno em busca de mais enamorados duma madrugada de Verão. Suspiro. Estávamos sós. Ouviam-se ralas e pássaros noctívagos e morcegos em torno da luz. E os moínhos grandes e parados, sem vento e sem alma - como eu.

"- Este é outro sítio de paz!" - disse o meu Dono.
Tirara do carro a chibata curta e eu ia de vestido de praia curto, da cor dos meus olhos, e segui-o de mão dada.
Disse-me "Vê a paisagem, com as mãos apoiadas aí...."
E eu dobrei-me, devagar, no meio do silêncio das pessoas e da orgia dos bichos, e apoiei as maos no muro baixo e esperei.
As chibatadas começaram, espaçadas e a ecoar até ao mar, e eu perguntei ao meu Dono " - Está a castigar-me por hoje, ou só a ter prazer?"
"- Só a ter prazer!"
E continuou...
E eu olhava as luzes imensas e brilhantes no céu e na terra, de costas para Deus ou Cristo ou a Igreja, de rabo alçado e quente e dorido e pensei "pago os meus pecados, neste sitio de paz, em oferenda aos santos" e arrepiei-me.
Quando o Dono terminou, recuamos e ele encostou-se ao muro da igreja e pos-me de costas contra ele e só se roçou, como um gato deliciado...
Eu soltei-me, ajoelhei no paralelo e gravilha e disse de baixo para cima - "Perdoe-me meu Dono!"
E ele continuou em silêncio, mas tinha estrelas nos olhos, deu-me a mão e encaminhamo-nos para o carro...
"- Vamos para casa, terminar o que começamos!"




domingo, julho 27, 2008

Rescaldo...

Uma das paredes do espectacular sítio onde decorreu o Dia Mundial (não-oficial) do BDSM, organizado pelo Projecto Dominium, em 24/07/2008!

Aqui vê-se parte da mini-expo temática, quadros de Ana Velasquez (além de Sérgio C. e Paulo Nunes).






Bem, há muito a agradecer e pouco a dizer - só estando lá e vendo e, principalmente, sentir!
Quando cinquenta pessoas se juntam, numa noite de semana, com a mesma afinidade num sítio quase medieval adpatado para o efeito de comemoração do BDSM - quase tudo se pode sentir.
Cada um terá a sua leitura!
A do Projecto Dominium é mais uma iniciativa bem-conseguida, com os convivas à altura do acontecimento e bom ambiente! Cada um dirá (ou não), sentirá (ou não) de sua justiça!
*
Para o ano há mais, mas, até lá, BDSM faz-se onde e quando um homem quiser, portanto não hesitem e organizem eventos e partilhem conhecimentos - a melhor maneira de se ser maior e melhor naquilo em que acreditamos e do que necessitámos!
Be happy - make BDSM!
*
E muito obrigada a todos...
*


quarta-feira, julho 23, 2008




Também importantíssimo

E está prestes a acontecer mais um evento Dominium associado a sites Swing, Goth, etc.
Estão mais de cinquenta pessoas confirmadas e esperam-se confirmaçoes de ultima hora, ainda.
Quem só agora percebeu que é a sério - mande mail por aqui - evanoeden@gmail.com e ainda vai a tempo...
*
A quem não tem festa no Dia Mundial do BDSM (não-oficial), o Projecto Dominium e seus colaboradores desejam que façam BDSM onde e quando quiserem, mas libertem os sentidos e escolham a liberdade de escolher!
*
Pessoalmente tenho a agradecer para já a imensa paciencia e ajuda do meu Dono nesta organização, além da gerência do Bar Azenha, Count Batty, LadyMe e outros amigos: O_Cordinhas e submersa, Liga Portuguesa Contra a Sida, Raul e Conceição, Mysterious, katrina_sub, ravell, Foxylady e Enigma, eu_mesmo_x, Shakta, Dark Noir e Ana Velasquez, DJ elessar, Bilitis, DamaFatal, Lua Nova[NF], Baronesa e muitos mais além de anónimos que ofereceram ajuda desde o primeiro momento.
*
Um abraço especial a quem se desloca de longe (biba Lisboa) ou vai trabalhar no dia seguinte, mas nao quis faltar!
*
Let´s set the mind free!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

domingo, julho 20, 2008

IMPORTANTE!!! Festa Dominum 24 Julho

Conforme foi já aqui divulgado a todos os leitores deste blog, a Festa Dominium/Dia Mundial do BDSM, aqui ficam mais alguns detalhes, tais como preços e localização.

Entrada: 10 BDSMs (inclui 2 bebidas de cápsula ou 1 de garrafa)

Bar com preços acessiveis - célebres bifanas, caldo verde,pão com chouriço, rissois, broa, fatias de tartes salgadas e um doce a rematar.

2 DJs Dominium - elessar (Goth) e Filipe (Rock)


Localização em http://codigopostal.ciberforma.pt/dir/empresa2.asp?emp=215001

DRESS CODE opcional (qualquer roupa preta serve....lolololololol) mas mesmo obrigatório, só o MIND CODE

Dúvidas ou inscrições até 22/07 neste Blog ou para evanoeden@gmail.com

PS-Entradas só com inscrição, por isso tratem de o fazer rapidamente

sexta-feira, julho 18, 2008







Ah, a pureza do que sente a alma
quando presa por atilhos a um outro coraçao...
Ah, a certeza de ser e continuar a ser
enquanto o outro quiser e não abandonar a Lei
Ah, a vontade da fusão
quando a vontade e a entrega se mesclam
e o BDSM acontece!






The Submissive Sadist & The Dominant Masochist
*
"people in this lifestyle find even the role of submissive or dominant a role-playing opportunity. Unlike those who find a deep affinity for these defining words as something describing their very nature, evolving but unchangeable as time commences, these lifestylers play at being submissive or dominant to get their kinky desires satisfied.
*
The submissive sadist enjoys causing the pain but is not truly in control. Ideally he or she will be matched up with a dominant masochist who enjoys receiving pain but likes to direct things a! s they move along. Again, if both parties are honest and willing, then who are we to judge it as unacceptable behavior? "

FESTA DOMINIUM 24/7
INSCRIÇÕES TERMINAM A 22/07


segunda-feira, julho 14, 2008


"A VIDA É UM PROSTITUTA QUE SE PASSEIA ABORRECIDA NUMA ESQUINA!"

*

Acho que foi Oscar Wilde que disse isto.

*

A todos que se preocuparam comigo e o MestreDeAviz - obrigada!

Devo acrescentar que passada a fase negra, em que a prostituta nos sugou as energias, estamos Amigos e em fase de rescaldo, talvez a tentar uma reconciliação.

Sem dúvida que conselhos de amigos e ajudas foram mais-valia!

*

Obrigada a todos!

sábado, julho 12, 2008

Porque os meus leitores/amigos merecem saber...

O meu Dono acabou de me tirar a coleira!

As razões são pessoais, mas desejo-lhe toda a sorte do Mundo e alguém que lhe dê tudo o que eu nao dei!

Um abraço forte.

bondarina

CONVITE DIA MUNDIAL DO BDSM - 24/7




Amigos Alternativos...


Marquem na agenda o dia 24/07 e preparem-se para vir ao Norte, onde o Projecto Dominium preparou uma "pequena/grande" comemoraçao do Dia Mundial (não-oficial) do BDSM!


As entradas são por inscrição, em moínho à porta fechada (quem faltar e se inscrever paga na mesma) e um único fotógrafo activo que cederá as fotos aos próprios que as desejarem, respeitando a privacidade de cada um.


Nuestros kinky hermanos contam estar presentes, além do nosso sempre simpaticamente disponível O_Cordinhas e mais não digo - mas garanto boas performances e exibições nao só BDSM, como outras....


Para se poder negociar um preço de grupo, o número de convivas garantidos é absolutamente necessário, pelo que agradecemos pré-inscrições - enquanto na próxima semana daremos todos os detalhes por mass-mail através do Fórum Dominium.


Respondam para evanoeden@gmail.com, por favor, quanto à garantia ou possibilidade de presença.


Para a semana há mais!


Até lá salivem com o ambiente medieval que vos preparamos - eheheheheh


PS: Haverá venda de artigos BDSM de marca consagrada e mini-expo de fotografia, desenho, pintura e escultura sob o tema BDSM!
PS1: O Projecto Dominium agradece a divulgação desta iniciativa em Fóruns, blogs, etc, tentando juntar a Comunidade Alternativa numa noite para recordar!


Obrigada!

terça-feira, julho 08, 2008


Circo De Feras
Xutos & Pontapés
Composição: Tim


"A vida vai torta
Jamais se endireita
O azar persegue
Enconde-se à espreita
Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo
(Refrão)Enquanto esperavas no fundo da rua
Pensava em ti e em que sorte era a tua
Quero-te tanto...(quero-te tanto)
Quero-te tanto...(quero-te tanto)
De modo que a vida
É um circo de feras
E uns entre tantos
São as minhas feras
Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo
(Refrão)Enquanto esperavas no fundo da rua
Pensava em ti e em que sorte era a tua
Quero-te tanto...(quero-te tanto)
Quero-te tanto...(quero-te tanto)"

segunda-feira, julho 07, 2008


Mais um fim-de-semana especial!
Comemorar o aniversário de Amigos, fora e dentro do BDSM...
Gente que se solta e se deixa ir, em consensualidade e maturidade.
E o meu Dono a segurar-me com os olhos, apesar das minhas inseguranças, e SM a acontecer e ninguém a teorizar ou censurar.
Excessos dos limites nem pensar; excessos na vontade dos outros impensável...
De resto, festa!!!!!!!!!!!!
E ficam bons momentos, bons Amigos, bom BDSM e o meu Dono e eu, juntos por um laço invisível, mesmo com obstáculos e a vida a fazer barreira!

Vivam os Amigos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

quarta-feira, julho 02, 2008

terça-feira, julho 01, 2008


"Não há outro caminho para chegar à luz
além do sofrimento e da dor. Não há
forma de evitar este sofrimento ao ser
humano. Também não é possível dar-lhe
lições por escrito. A alma humana é
muito néscia e não percebe enquanto não
viver as experiências na sua própria
carne. Só quando processa os conhecimentos
dentro do corpo é que os pode
adquirir. Não há conhecimento que não tenha
chegado ao cérebro sem passar
pelos orgãos dos sentidos."

Laura Esquível * "A Lei do Amor"



"Não sei quem disse que no puro acto de olhar há sempre um pouco de sadismo..."

Antonio Tabucchi /"Nocturno Indiano"

Ao meu Dono...

"Se eu tivesse as sedas bordadas dos
céus
Com baínhas de luz de ouro e de
prata,
As sedas azuis e sombrias e
escuras
Da noite e da luz e da
meia-luz,
Deitava-as todas aos teus
pés;
Mas eu sou pobre e só tenho os meus
sonhos;
Deitei-os todos aos teus
pés;
Pisa com cuidado, É nos meus sonhos
que estás a
pisar."
*
W. B. Yeats (1899)
by Nino Mascardi

A alma presa nos pulsos
a escorrer devagar pela seda da pele,
sem pressa
e a alma que se acalma.
*
A alma que sai dos olhos, abertos e coloridos
como uma lágrima sem destino,
até aos dedos dos pés
e a alma que é calma.
*
Uma prisão de sentidos
num mar de liberdade dos poros e das sensações,
a entrega em ondas de volúpia azul num quarto branco!
Je vous aime, Maitre...


Não se pode agradar a todos, nem eu tento.
Mas procuro ser honesta...
E senti a falta do PC e de poder actualizar este blogue que se desviou um pouco da rota, devido a problemas de saude, pessoais e comunitários.
Agora, quero continuar o que comecei - dar exemplos de B, D, S, e M por interpostas pessoas ou relatos ou por mim ou o meu Dono - provar que as coisas acontecem, assim como o BDSM nao-exibicionista!
Esquecer a podridão da Política e da Verdade e da Justiça e voltar a brilhar para o meu Dono, a quase um ano de comemoração de ser dele. Preparo uma surpresa - a ver se a consigo a tempo!
Até lá, nao sou Alice, mas o País das Maravilhas continua a encantar.
Saltem comigo para o outro lado do espelho...