segunda-feira, outubro 31, 2011

BOM HALLOWEEN A TODOS OS MEUS LEITORES...




"A palavra Halloween tem origem na Igreja católica. Vem de uma corrupção contraída do dia 1 de novembro, "Todo o Dia de Buracos" (ou "Todo o Dia de Santos"), é um dia católico de observância em honra de santos. Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente seconcluía em 31 de outubro. O feriado era Samhain, o Ano novo céltico.
Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra hallowinas - nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).
O Halloween marca o fim oficial do verão e o início do ano-novo. Celebra também o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o início do período de retorno dos rebanhos do pasto e a renovação de suas leis. Era uma festa com vários nomes: Samhain (fim de verão), Samhein, La Samon, ou ainda, Festa do Sol. Mas o que ficou mesmo foi o escocês Hallowe'en.
Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte. Os celtas acreditaram em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com o dos vivos.
Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir, (Panati).
Os Romanos adotaram as práticas célticas, mas no primeiro século depois de Cristo, eles as abandonaram.
O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, por imigrantes irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava e passa ser conhecido como o Dia das Bruxas."


sábado, outubro 29, 2011

"A puta ética está apaixonada, mas ela vive de relações múltiplas. Para evitar o inevitável sofrimento do seu parceiro, ela põe em prática uma prudência que evita tanto a transparência sartreana como o silêncio pequeno-burguês. Ela segue uma pragmática concreta, por exemplo, uma vida de casal, mas em apartamentos separados.

 

Este texto propõe-se reabilitar o prazer sexual que fez ondas mesmo, e sobretudo, entre as feministas onde algumas são púdicas, comungando no ódio aos homens pensados como agressores sexuais por princípio, desprezando os jogos amorosos entre iguais de corpos sexuados, lúdicos e felizes, etc.

 

As putas éticas não condenam a pornografia em si mesma, mas sim o seu uso brutal, violento, que reproduz o esquema dominante da nossa sociedade pratiarcal, capitalista e liberal. Uma de entre elas, Annie Sprinkle, diz justamente : « A resposta ao mau porno, não é interditar o porno, é fazer bom porno»." M. Onfray

 

Slut(puta) é "uma pessoa (qualquer que seja o seu sexo) que tem a coragem de viver a sua vida segundo o princípio radical de que o sexo e o prazer são coisas boas", e mais geralmente alguém que aceita o facto de gostar de sexo e de intimidade, e que escolhe praticá-los de uma maneira ética e aberta em vez de enganar o seu parceiro."





"... SlutWalk has given me a huge boost in gaining the confidence to be proud of being a Slut and confidence in trying to show people that women should be and are allowed to have sex with multiple people, in and out of partner relationships, and choosing to express sexuality is not bad and not an invitation to violence."



 

Ler também "A outra resposta à violação"



in  Blog Os Dias 






segunda-feira, outubro 24, 2011


- Quantas vezes te masturbaste a pensar em mim, desde que falamos a última vez?
- Algumas. Duas...
- Porquê?
- Já me tinha esquecido do que me trouxe para o BDSM; a parte psicológica que tanta falta faz... sempre.
E a nossa conversa fez-me pensar - e sentir - e precisar...
- Eu penetrei-te?
- Não, não tivemos qualquer contacto físico nas minhas fantasias. Mas era quem estava no comando e eu sentia o seu vulto, presente, no meio de mais gente.
- Conta-me!
- É uma fantasia velhinha e recorrente.
O Dono expõe-me a um grupo de Doms e subs que desconheço e que acabam por interagir comigo enquanto ele se serve de outra sub, sem me abandonar... Basicamente é isso.
- E a fantasia foi a mesma das duas vezes?
- Não, mas gira sempre em torno do domínio da mente e humilhação. Nas minhas fantasias faço uma sessão completa, de horas, sem falhar nada.
Às vezes gostava que as pessoas de quem gosto vivessem dentro de mim um dia ou umas horas e entenderiam tudo melhor. Ou apenas a mim.
- Vais tornar a masturbar-te a pensar em mim?
- Suponho que sim.
- Porquê?
- Porque está dentro da minha cabeça e há espaço para os dois... Não é isso estar Dominado?

quinta-feira, outubro 20, 2011

Obrigada a todos os que fizeram a Noite "Café & Chibata" anterior mais Especial ainda, especialmente a quem apareceu pela primeira vez e se deslocou de longe!


Entretanto, o Projecto Dominium & Haus of Sylvia querem fazer cada vez e melhor - e este sábado há mais "Café & Chibata"...
Contamos com todos - mais info e Inscrições a enviar para o email indicado!

Vamos SER Kinkys!!!!!!!


quinta-feira, outubro 13, 2011

NOITE ESPECIAL OUTONO BDSM * Porto



Projecto Dominium & HausofSylvia
convidam...




NOITE ESPECIAL * BDSM OUTONO

Início 19h... até de madrugada...

I Parte - Tasca SM / Secos & Molhados (10€)
II Parte - Noite BDSM (s/consumo obrigatório)

 Info Adicional: revista.dominium@gmail.com

INSCRIÇÃO OBRIGATÓRIA ATÉ 14/10

terça-feira, outubro 11, 2011