domingo, julho 01, 2007

Acabei de decidir ir tentar dormir.
Não será aos pés da cama - sou submissa e nunca dormi aos pés da cama...
Mas já dormi com correntes a limitar-me os movimentos - um toque na pele nua, no Verão, que me fazia arrepiar os cabelos da nuca... uma boa sensação.

Há pouco fiz chá, porque não tinha quem mo fizesse.
Comi bolachas, poucas, que ando sem apetite.
Embriaguei-me de TV para gente sem ideias.
Falei ao telefone com amigos que se preocupam.
Não vi ninguém conhecido, porque quis estar sozinha.

Agora vou tentar dormir.
Sem correntes e sem ser aos pés da calma.
Também nao ouvi música todo o dia.
Reinou o silêncio.
Sou uma submissa escrava do silêncio.

Lá fora chove, parece fim de Outubro, parece que o Verão está solidário com a minha tristeza.
Li uma frase que decorei: "Na vida e no amor não há atalhos."
Hoje precisava de ordens, de quem tem para dar e ninguém para receber...
Precisava de obedecer e do brilho nos olhos de quem se se quer dar, e do brilho nos olhos de quem recebe.
Hoje precisava de estar alegre.

Este silêncio que me amordaça o peito como uma gag.
Este BDSM que não acontece só nas sessões, que passa além do físico e se exerce na mente.
As tais coleiras na alma, o tal amor desencontrado, que não é por habituação...

Vou tentar dormir com o silêncio, masturbar-me nas suas ordens, roçar-me no seu pranto que hoje nao consegui soltar; vou-me vir em ondas de impotência porque é a melhor coisa a fazer.
Vou tentar esquecer que não tenho ordens e que preciso.
Que estive em silêncio e tenho coisas para dizer.
Que preciso de chorar e estou seca...

Lá fora chove e está lua cheia.
Ouço o mar a entrar-me pela janela - como o Al Berto.
Quem me dera dormir como se fosse Domme...
Soltar a escrava para a mão de quem precisa de receber.
Talvez até dormir aos pés da cama...

2 comentários:

Metamorphosis disse...

Como sabes sou muito positivo, ou melhor a Vida assim me ensinou a ser...mesmo em momentos dificeis acredita que tudo vai melhorar:) como na música de Suede: Everything will flow...

Beijinhos:)

DOMINADOR1960 disse...

" Desejo para ti a beleza do silêncio~,
a glória do dia, o mistério da noite,
a força da chama,
o poder da água, a mansidão do ar,
a beleza serena da terra,
o amor que há na raíz de todas as coisas."

Pam Brown 1928.

Os momentos de tristeza e solidão serão concerteza superados. A sua entrega e personalidade assim o exigem e merecem.

Carinho e Admiração.