quarta-feira, janeiro 30, 2008

Reportagem Sic BDSM - "Gostos Diferentes"

A um ano de distância, um dos raros momentos de BDSM nacional...
Mais vale tarde do que nunca!

6 comentários:

GAGGINGyou disse...

Gosto de BDSM... atrai-me...mas estou na fase de watch and learn.Tenho instintos dominadores baseado na humilhação e dominio sem recurso a objectos "complicados", gagging, privação de ar, e throatfucking( não da forma porno mas antes como elemento de submissão).
Vi a reportagem pela 1ª vez e não queria acreditar!Longe de mim criticar gratuitamente...seria demasiado fácil, logo, pronunciar-me-ei noutros modos.
Numa reportagem inteira, apenas 2 pessoas sabiam falar correctamente e de uma forma não vulgar! Quando ouvi a Dominadôra nortenha( peço desculpa por não me reçembrar do nome neste momento) descrever o que sente e o que a motiva só me ocorreu a grau de inteligencia de quem a escolhe para mestre! Como em muitas outras coisas da vida, a escolha de um um tutôr deve ser feita com extrema precaução. A assistente social, era desprovida de qualquer tipo de riqueza pessoal interior ou de consciencia acrescida do seu papel.
Estando ainda fora do Universo BDSM, e se sobre o mesmo fosse forçado a formar ou enaltecer uma opinião tendo como "reportagem publica", mas sobretudo, como exemplo demosntrativo os espécimens revelados...quão fraca seria a minha opinião.
Mau, desinteressante, desprovido de riqueza interior e causa, banal, traumatizado, usufrutário , etc...
Obrigado Bondarina e respectivo mestre por terem "salvo" a peça televisiva! Mas num tão fraco expositôr de algo tão cruamente humano, o tempo de exposição que vos foi concedido não foi suficiente para salvar a imagem BDSM.
Sendo voçês membros activos da comunidade, aliciem uma nova reportagem, controlem-na, escolham intervenientes responsáveis e não permitam que algo semelhante se repita!
Cumprimentos

GAGGINGyou disse...

Mestre João de Aviz, Bondarina:

Peço desculpa pela minha lamentável falha no comentário anterior ao referenciar "...Obrigado Bondarina e respectivo mestre ..." referindo-me a Dom Sádico.
As minhas mais sinceras desculpas a ambos.
Cordialmente
GAGGINGyou

MissLibido disse...

Obrigada eu, embora na época o Mestre da bondarina fosse o MestreSade, o que nao sucede agora...

Mas sim, concordo que a reportagem foi "sofrível" e disse-o à Raquel Marinho...

******************

Da disse...

Frequentei o Justine desde a primeira hora e ali assisti a algumas boas demonstrações da prática de BDSM a cargo de um reputado DOM e suas escravas. Há muito que o Justine se finou, paz á sua alma. Não pude ver, na altura em que a SIC o transmitiu, o documentário que a Bondarina agora foi buscar ao baú. Mais vale tarde do que nunca, - diz ela. Pois mais valia nunca do que tarde, digo eu. Na verdade, trata-se de algo "intragavel", que em nada contribui para a promoção e o respeito que o BDSM deve merecer. Aquilo que nos é dado ver, são Domms" e "subs" que não sabem o que são e porque são. Valha-nos o MestreSade, que soube estar á altura das circunstâcias. Pena que a Bondarina e o DomSádico, a quem se reconhece competência e inteligencia, não tenham estado no seu melhor. O que disseram os outros que tenha contribuido para o esclarecimento e informação do que é o BDSM? Oxalá este "saldo" que a Bondarina aqui nos trás, com a melhor das intenções, não tenho duvidas, depressa se esvaia.
Saudaçõs BDSM
Da

MissLibido disse...

Ora bem...
Acho que um ano depois e apesar das conclusões individuais de cada um, é imperioso fazer aqui uma ressalva que vale pelo que vale.

A referida reportagem da SIC surgiu em Lisboa e eu e o meu então Mestre, MestreSade, fomos contactados para tentar ajudar a achar pessoas do BDSM nacional interessadas em participar na peça.
Começamos por o fazer, após termos anuido a responder para a camera sobre o tema. Por muitos e duvidosos acontecimentos no entretanto, fomos completamente ultrapassados, pois, segundo a autora da peça "nunca sonhei que houvesse tanta gente a querer aparecer no programa!".
Mesmo assim, depois de ter conseguido tanto material de imagens (o que nunca esperou), finalmente entrevistou-nos, durante mais de uma hora, sem promessa de inclusão na peça.
Ambos dissemos muitas coisas que julgo seriam mais importantes do que as que foram aproveitadas para a peça, mas o critério é sempre da jornalista. Fiquei desapontada e disse-lho posteriormente...
O resto foi o que se viu!
Podia ser muito pior, mas também podia ter sido muito melhor, mas as imagens vendem mais que as palavras!

************************

sonya disse...

Nunca cheguei a dar-te os parabéns pela entrevista, são poucas as pessoas que assumem serem submissas, demonstram o seu gosto por tal e se "sujeitam" a uma reportagem.

Há algumas falhas na peça, mas isso é já outro assunto.

Apenas dizer que para quem esta viu a peça sem entender nada de BDSM teve o seu lado positivo e não só negativo.