sexta-feira, agosto 17, 2007

BDSM PRECISA-SE!

Recentemente um Dominador disse-me:
"- Um Dominador pode ter interesse em ti, mas tens de te pôr a jeito. É assim que as coisas se passam!"
Tenho andado a ruminar essa ideia, porque faz sentido.
O pormo-nos "a jeito", nós, submissas e escravas, não é mais que sabermos que está na hora de nos entregarmos, será isso? Como quando nos vem a primeira menstruação e sabemos que jamais nada vai ser como antes...
Quando uma submissa se "põe a jeito" nao significa dar as costas, mas antes enfrentar que alguém a quer para o servir e agradar; para ser dele porque ele a quer, e ela... "se pôs a jeito"...
Já me pus de quatro várias vezes a enfrentar o Futuro, o que esperavam de mim - nem sempre valeu a pena, mas a verdade é que se eu não me pusesse em posição de ser adestrada, não tinha sabido nunca se o seria ou não...
Assim, "pôr-me a jeito" significa querer e saber que é apenas isso que importa, que estou pronta para ser aceite, que sei que chegou a hora, que é aquele o ponto de não-retorno!
Seria disso que o meu amigo Dominador falava...?
Julgo ter a certeza que sim!
Claro que não deixa de haver medos e receios e traumas e bloqueios que nem sempre nos deixam "por a jeito" na altura certa mas, mais tarde ou mais cedo, quem tem de se entregar, acaba por o fazer!
Mas acredito que os mesmos medos e receios e traumas e bloqueios possam também estar do outro lado - o Dominador espera que nos punhamos a jeito, mas ele é que tem de ter a certeza de o querer e dar o primeiro passo - quanta responsabilidade...
Confesso que ando a tentar fazer as pazes com os Doms em geral, porque as minhas experiências deixaram-me o mesmo travo da água tónica - um amargo-doce de que nem sempre se aprende a gostar... Reconcilio-me com os meus Dominadores, porque não há outro modo de uma submissa estar em paz consigo própria. BDSM é trabalho de equipa e só nomes e titulos dependendo de causa/efeito, acção/reacção...
Sou uma submissa que me dizem "mais goreana que os goreanos", mais freudiana que os freudianos e mais teimosa que uma mula, mas até para teimar são precisos dois....

BDSM precisa-se!
Porque "saudade é resto de amor que não deu certo!"
E saudade é número ímpar!

7 comentários:

Manuel disse...

So quem esta em paz consigo pode assumir ser uma escrava.
E estando, sempre esta a geito de quem com ela consensualizar uma relaçao que ambos sintam ao mesmo tempo.

DOMINADOR1960 disse...

Quem é Dominador, ou tem essa pretensão, tem tb que se "pôr a jeito" e depois de enfrentar as suas dúvidas e incertezas(quem tem a pretensão de ser DOM sem dúvidas e incertezas sobre as suas capacidades, que atire a 1ª pedra),levar a que a submissa sinta que tem que se "pôr a jeito".
Este posicionamento "a jeito" só se consegue depois de uma consensualização de expectativas mútuas, dentro da individualidade e universalidade de cada um dos intervenientes.
O ideal é que "o jeito" se adeque a ambas as pretensões, mas presumo(não me levem a mal, porque presumir ainda é livre e isento de impostos) que na grande maioria das vezes, apenas um satisfaz na plenitude os seus desejos.
Infelizmente, na minha modesta opinião, porque uma relação D / s é uma relação extremamente intensa, vivida a dois e completamente biúnivoca,o lado s, vai-se pondo mais ou menos "a jeito" mas não se realizará na plenitude.
Mea Culpa. Temos que aprender a ser melhores.......

Metamorphosis disse...

Eu tenho uma ideia muito própria sobre o que escreveste, é uma ideia que ganha cada vez mais força à medida que vou observando e conhecendo. Grande parte dos/as dominadores/as são inseguros, usam o "titulo" para suprimir muitas inseguranças e frustrações, mas isso só por si não basta, muitos/as dizem ser doms/dommes, mas na realidade enganam-se a si mesmos/as. Os/as que são mesmo doms/dommes, mas que têm inseguranças, não têm a humildade de partilhar e aprender, talvez pelo modo errado como olham para um/a sub.

Talvez seja esse o motivo pelo qual tu tens passado tão más experiências.

No entanto também há muitos doms e dommes seguros/as e que sabem estar, que sabem partilhar, dar, aprender e tenho a certeza que tu vais encontrar um que te faça feliz, porque acima de tudo tu mereces:)

Beijinhos:)

MissLibido disse...

Podia dizer que acho que finalmente encontrei, mas ficar menina e pequena e submissa à espera de que também o Dom sinta o mesmo, eventualmente...

Se não, continuo a pensá-lo como um Dom a sério daqueles que vale a pena conhecer e crescer com ele :)

Prometo que estou a tentar ultrapassar as más experiências - há quem diga que o 7 é um numero mágico - será o 3 o meu numero mágico?

O Tempo o dirá, ou nao...
Até lá, estejam contentes, como eu estou hoje ;)

Boa semana **********

Anónimo disse...

Costuma se dizer que as tres de vez
;-)
JoaoDeAviz

JoaoDeAviz disse...

melhor dito: às tres é de vez...diz a sabedoria popular, e o povo lá sabe porque.
Queria acrescentar ainda mais uns pensamentos que me ocorreram.
Naturalmente, no BDSM como em tudo, as pessoas procuram o que os complementa, e, das duas uma, ou encaixa ou não.
O "por a jeito" faz me pensar do discurso da raposinha ao principezinho, dizendo lhe para todos os dias aparecer e se aproximar cada vez mais, na cançao de um filme do Continelli Telmo, cantada pela Beatriz Costa: "ai chega, chega"...enfim, mil e uma formas de os dons e as subs se porem a geito, em rituais de conhecimento e decisão do que querem e se querem. Uma dança de dois, com vista a demonstrarem interesse, de verificarem se corresponde, e...encaixar.Pensando bem, talvez esse dominador te tivesse querido dizer apenas para dançares a dança do "a jeito", querendo te dizer com isso, poe te a jeito que eu ja estou, quem sabe?
JoaoDeAviz

DOMINADOR1960 disse...

Pode ser que três seja " o tal ", número certo.
Para seu bem assim o espero, contudo......
desta vez não me quero " enganar " de novo ao felicitá-la. Prudentemente vou aguardar mais um pouco.
Feliz por si que vai encontrando...
Pena de quem procura e não encontra....
" Para quem sabe esperar, tudo vem a tempo."
Clément Marot

Um Beijo Terno, e aguardando pelo chá...rsrsrsrsrsrsrs.