terça-feira, novembro 06, 2007

Uma semana com o Dono...

Ausentei-me daqui uns dias porque o meu Dono esteve comigo uma semana...
E para os menos conhecedores das lides do BDSM, passou imediatamente a ideia de SM 24/7 e muitas marcas e muito hard sex e muito tudo, como se vê nos filmes.
Não vou contar aqui a minha vida privada ao pormenor, mas gostava de partilhar a ideia de que não há dois Dominadores/Donos iguais nem duas submissas/escravas iguais; donde, não há duas "cenas" BDSM iguais.
As preferências de uns não são as de outros e cada um constrói o seu universo BDSM dentro do Mundo e do quotidiano como pode e quer...
Vi pores do sol com o meu Dono, demos passeios e conversamos imenso, boas refeições e muito riso; mas também BDSM puro e duro, com lágrimas e marcas e entrega e dádiva e cobrança. O segredo das saudades no fim? O equilíbrio. Como soe dizer-se neste meio "se um não quer, dois não fazem!" - para ser consensual, senão é violência gratuita.
Não acrditem em tudo o que leêm e veêm nos filmes e dos parceiros - operações de estética para vender filmes nems empre correspondem à realidade e é dificil adaptar hard BDSM num meio organizado e estruturalmente social, onde todos interagem...
Cada um vive e faz o BDSM como pode e quer, não como vê nos filmes ou fantasia ser possível; talvez seja essa maturidade em distinguir o real do imaginário, o possível do impossível, que é chamado equilíbrio!
Eu e o meu Dono vivemos uma semana equilibrada e gostamos de sentir e experienciar juntos coisas simples e outras menos simples, coisas gratuitas e outras "arrancadas a ferros" - mas num trabalho de equipa de sintonia e paralelismo.
Eu e o meu Dono conseguimos ser um apenas enquanto nos damos e recebemos dentro e fora do BDSM, porque só assim resulta - uma fusão da alma para permitir a abrangência do corpo.
Tudo o resto são tretas inventadas para as pessoas se sentirem melhor na frustração...
Eu e o meu Dono fomos gente em consonancia uma semana, por dentro e por fora, mas gente que também pratica BDSM e não tem medo de se dizer feliz... com ou sem BDSM.
Um complemento e não uma causa!
Eu e o meu Dono, demos passeios na praia, fizemos refeições especiais e vimos belos pores-do-sol!
Gente feliz... e que também pratica BDSM!

3 comentários:

JoaoDeAviz disse...

caso para dizer que "nem só de pão vive o homem". A vida é muita coisa para alem de sessões, e estas enquadram-se numa maneira de duas pessoas se relacionarem.
Talvez BDSM seja mesmo isso: duas pessoas que se juntam e saboreiam a vida, como gostam de o fazer, em conjunto, de uma forma equilibrada.
Não é a felicidade que todos buscamos?
Não é a vida uma festa?
Então para quê limita la só a sessões seria uma coisa muito pobre e extremanete limitativa.
A vida não é um filme, e o BDSM tambem não o é. Não temos nenhuma produtora por detras e apenas nos, pessoas com gostos especiais, que querem desfrutar a vida e encontrar nela a felicidade

Inês Ramos disse...

...e a felicidade não é a meta é o caminho!!! gosto de vos ver juntos pois sinto k se fazem mutuamente felizes... é LINDO!

DOMINADOR1960 disse...

Quem descreve assim uma semana de entrega e partilha, só pode estar FELIZ.
Isso apraz-me de sobremaneira.
Continuem a dar esse Belo exemplo.
Um beijo.