terça-feira, março 18, 2008

Dono, sem si não teria conseguido manter-me calma e confiante.
Foi o ancoradouro para um barco na monção, um farol quando estava perdida, um ser humano que me ensinou a voltar a confiar e a sarar as feridas, sem as lamber!
Dono, faz-me especial, por ser tão especial - e isso é quase um milagre.
De joelhos o olho, de baixo... sua!

4 comentários:

Anónimo disse...

Mestre, não há dúvida. De joelhos o olho de baixo sua. Mas não o faças suar muito porque ainda lhe estragas as mãos novas....
Cumprimentos e os protestos da minha mais elevada estima e consideração.


O ABAFADOR

JoaoDeAviz disse...

por este andar, de farol a porto, ainda fico Hercules ;-)

DOMINADOR1960 disse...

A devoção e o reconhecimento expressos por MissLibido, podem bem enquadrar-se mitológicamente nos feitos de Hércules, mas quiçá, não seja melhor espelhado, pela estátua de Hélios, mais conhecida como " Colosso de Rodes"
Um Abraço de Amizade e Admiração sincera, anexando os votos de um rápido restabelecimento.

Anónimo disse...

Tanta poesia...

JA, nã lhas poupes que ela merece! ;)

Abraço e jokas para ela!

Shortbow