quinta-feira, abril 02, 2009

Reflexão

Acabei de espinhar pescada cozida em caldo de peixe.
Pretendo fazer empadão de puré com pescada, gratinado com queijo parmesão ralado.
Será o meu jantar!
Porque mesmo quem pratica BDSM tem de comer e beber e pagar as contas...
Enquanto o fazia, reflectia em muita coisa e nos últimos fait-divers que assolaram a tão parca de novidades comunidade BDSM portuguesa e concluí que assim era ao ponto de se ter de inventar fricções e atritos - seja para elevar o ego de uns, ou para tentar encolher o ego de outros - quiçá...
E fi-lo a espinhar peixe!
Porque já é tão rotineiro e sazonal esperar das mesmas pessoas nas mesmas ocasiões ao mesmo pretexto que se insurjam sem motivo em causa alheia contra os seus pares que, qual pescada morta na travessa, deviam ser gratinados e comidos com queijo parmesão - fosse a fácil digestão garantida, o que se me assemelha pouco provável.
Continuei a tirar espinhas dorsais e barabatanas -sim, era peixe fresco e inteiro - enquanto matutava porque certas pessoas fazem BDSM se não entendem que as devia ajudar a crescer por dentro, tipo Yoga, em vez de as fazer mirrar e azedar ao ponto de serem Mr.Scrooges de Dickens - avarentos de afectos e lealdades e afins... valores!
A crise da vida toca a todos, mas é isso que condiciona a maldade gratuita?
Há criminosos em meios abastados e gente pura e honesta em meios depauperados!
Que concluir?
A pescada uma vez arrogante e senhora dos mares que se debateu contra as redes, jazia nas minhas mãos, indefesa, a cumprir o seu destino.
Chega uma altura que só resta mesmo é ter pena de ter de comer a pescada, mas se ela salta para a rede, fechamos os olhos e pensamos "bom proveito!"

4 comentários:

Hitachi disse...

Engraçado, como tantas vezes senti exactamente... isso!
Parabéns! Por vezes este mundo, ainda por cima pequeno e supostamente "marginal" faz lembrar a história dos 2 burros atados por uma corda e com 2 montes de feno em lados opostos.

Vou seguir o teu blog, se não te importas, talvez a maré comece finalmente a... encher!

Joao disse...

Excelente esta reflexão, bem escamada, e com uma frescura de espirito que muitos peixes não têm.

Isa disse...

Gostei:))
Beijoka

Foxy disse...

Bem verdade , alimentar egos...

Por isso tanto cansaço sinto deste mundo e preciso tirar tempos de ausência indefinidos...

Para alimentar algo, alimento os meus bichanos que ronronam de alegria e dormem a meus pés.....