quinta-feira, dezembro 18, 2008

BOAS FESTAS 2008!!!!!!!!!!!!!!!!!


Ando a desejar Feliz Natal a todos, mas nao o sinto e quase raia a hipocrisia de mim para mim...

Isto porque odeio o Natal! Nunca gostei, talvez porque sempre fomos uma família pequena, sem muito alarido, ou porque nao tenho filhos e apenas um sobrinho - nao sei - só sei que nunca gostei!

O ano passado fiz com o meu Dono o Natal antes do dia e foi fantástico - quase vi as renas e o Pai Natal a chegar, etc - e nao, nao usamos drogas nem álcool...


Mas, no geral, odeio o Natal.

A única coisa que gosto é de dar prendas/"petit riens"/algo feito por mim/insignificancias!

Mais que receber, gosto de dar e não digo isto para fazer género.

Ontem um Amigo perguntava-me qual era o meu critério para dar prendas e eu respondi "aos Amigos" e ele pediu para definir "Amigos" e eu disse "quem me faz bem e me merece simpatia e retribuiçao", mais coisa menos coisa.

E continua a ser verdade.

Ñão é preciso subir ao Empire State Building a gritar que são meus amigos, para eu decidir que são; e é assim que chego às banhadas - aos baldes de água gelada pela cabeça abaixo...

Mas, comes with the territory e depois chamam-me totó - e sou!

Mas enquanto investi e perdi muitas vezes, ganhei outras tantas - gente incondicional que está lá há anos e há dias mas que está!


Há seis dias atrás um grande Amigo que julgava perdido entrou em minha casa e abracei-o e pedi ao meu Dono para lhe dizer um segredo ao ouvido e ele deixou - eu disse-lhe "acabaste de me salvar o Natal!". É assim que eu gosto dos Amigos, às vezes com segredos ao ouvido, outras vezes aos gritos, outras vezes a dizer "já te perdi uma vez e nao quero perder segunda, por ter a corção ao pé da boca! Estou a lutar por ti!". O resto não posso fazer...


Dantes aproveitava o Natal para reflectir no ano que passou e no que vinha.

Agora quero é esquecer o que passou e olhar em frente, sem esperar nada.

Porque amadurecer é isso; crescer é esperar, amadurecer é deixar-se ir e nao esperar nada...

Não espero nada!

Apenas que todos os que merecem tenham Boas Festas 2008 e um fantástico e assombroso Natal!


E digam segredos ao ouvido dos que gostam se vale a pena!

Gritem se tiver de ser, mas encham-se de prendas de Amigos assim e façam o Natal por dentro...


PS: Não esqueçam o BDSM por fora, vindo de dentro!!!!!!!


5 comentários:

Isa disse...

Há dias li uma frase que achei piada, era algo do género, "A amizade é irmã do amor, mas não na mesma cama". Já partilhamos a cama;), já partilhamos muita coisa e espero continuar durante muito, muito tempo (mesmo não sendo a cama lol!). Gosto muito de ti!
Um Feliz Natal (apesar de não gostares).
Bjs amiga/irmã
Isa

JoaoDeAviz disse...

O Natal é mesmo isso, dar.
Há natais que são partos dificeis e amizades que não são fáceis, e pelo meio muita coisa.
Sim, o ano passado foi Natal antes da data, mas foi. E não foi de facto alucinação.:)
Mas não digas que é um ano para esquecer, só porque é dificil.
Nem tudo o que luz é ouro, nem tudo o que e dificil é mau.;)

naodigo disse...

ê ca para mim parece-me é que voces pensam demais e recordam demais.
O passado é passado, e já passou. É importante para aprendermos com ele e aproveitarmos as suas lições no futuro. Re-vive-lo constantemente ou ocasionalmente é não deixar enterrado o que já passou. É vivermos em auto-piedade constante, e até pode ser mt confortável mas em ultima análise não leva a lado nenhum!

p.s. ok... os meus 10 minutos já passaram.

não digo bom natal, digo recordem-se das alegrias do passado para poderem adicionar mais umas qts no futuro. Lembrarmo-nos das desgraças só nos faz ficar tristes.

lusitanis disse...

Tudo o que vem do interior nunca é esquecido, seja bom ou mau.

Permite-me que discorde, mas tu não odeias o Natal. Odeias sim, o natal.

Bom Natal!

Isa disse...

Muito bem dito!
Não se deve ficar preso ao passado e nem estar sempre a pensar no futuro, senão nunca se vive o presente.;))