sábado, dezembro 02, 2006

As Aparências! O Brilho das Lantejoulas!

FANTASISTA - Que fantasia; pessoa que tem fantasia em excesso; pessoa desligada da realidade; que só obedece aos caprichos da própria imaginação.

FETICHISTA - Relativo ao Fetichismo; que pratica o Fetichismo; próprio do Fetichismo; pessoa que pratica o Fetichismo.

FETICHISMO - Culto de fetiches; culto de objectos considerados possuidores de poder sobrenatural ou virtude mágica.


Dicionário da Língua Portuguesa
Porto Editora
Tudo isto para justificar aqui um rabo exposto.
A diferença entre "fetichar" e ser "fantasista" - entre o que se tem e o que se deseja, em última instância.
Talvez para justificar porque "o brilho das lantejoulas" ou "as embalagens" ou "as aparências" definem o nosso enganador impulso, que de primevo não tem nada antes sim fruto de publicidade enganosa para vender produtos que não se vendem sozinhos!
Fantasiar é saudável se não for obssessivo; se não se amar o poster na parede em detrimento da modelo com quem fomos de férias, ao nosso lado.
No meu mesmo raciocínio, justifica-se assim porque motivo tantos Dominadores e submissos são eternamente insatisfeitos nas suas procuras - fantasiam com modelos-padrão que não existem, que só podem ser possíveis além da linha dos olhos, no cérebro. E então, em prol de uma "verdade pessoal" inabalável, para não ter de enfrentar a realidade, diminui-se esta para justificar a interminável cruzada ao arco-íris.
Transformar um patinho feio (Dominador ou submisso) num modelo de capa de revista (leia-se virtudes e qualidades) não é para todos, e talvez até seja impossível. Mas viver a tentar definir carácter de Honra connosco próprios, devia ser obrigatório.
Onde acaba a fantasia e começa a realidade, também no BDSM...?
Qual o preço a pagar?
As marcas no corpo, da chibata...?
Talvez os Dominadores insatisfeitos devessem ter marcas no corpo para perceberem que a realidade se faz pagar, mas a fantasia cobra!
O rabo aqui exposto, sem modelo fotográfico nem estúdio, foi tirado de telemóvel para mandar a um Dom, à sua ordem...
A fantasia da submissa foi que estava a agradar ao Dominador, e a fantasia do Dominador qual foi?
Nenhum dos dois algum dia saberá.
Uma mentira repetida acaba por soar a Verdade, mas jamais o será...

2 comentários:

Anónimo disse...

onde acaba a realidade e começa a fantasia~, a fantasia na foto q se envia, a realidade, no ardor quente na maão, de um açoite dado

luis disse...

Miss Libido,
não tenho experiência em BDSM, embora tenha vontade, porém me falta a oportunidade, a parceira. Mas tenho lido seu blog e gosto de seus questinamentos, sua atitude de não aceitar tudo.
Um beijo cá do Brasil,
luis