segunda-feira, novembro 03, 2008

O branco das almas!

"São 3h da madrugada e acabei de me deitar numa cama fria e imaculada de branco e lavado.
Devem estar perto de 0º graus, mas não sinto frio!
Estou estourada de cansaço apenas, mas muito cheia, numa plenitude...
O meu Dono veio na 5ªf e na 6ªf de manhã dei-lhe a primeira prenda do dia - uma vara na mão e pedi que me marcasse - e fê-lo! Doeu e chorei mas mais uma vez senti-me a estourar, cheia, a insuflar de tudo sem nome, e os olhos dele brilharam mais.
No dia seguinte, num bar, vestida como ele gosta, soltei-me e dei o meu melhor sem vergonha nem pudores, numa dança a preceito, para ele, e, quando acabei, ele levantou-se e veio abraçar-me e valeu a pena tudo o que já passamos neste quase ano e meio. E os olhos continuavam a brilhar! De ambos... Momentos só nossos no meio de uma multidão.
Agora vou-me masturbar para ele - é a minha vez de reviver o fim-de-semana e, como ele disse, I can leave my hat on!
Amo-o e quero-o perto! Saudades ainda antes de partir e durante e depois...
Que a vida lhe dê tudo o que merece!"

in Diário de bondarina_MA

2 comentários:

JoaoDeAviz disse...

Há um beijo num sorriso que os olhos dizem, há uma conversa numa dança que para mim danças...
Há uma prenda sem nome, mas muito especial, mas que ambos sabemos o que é, e que não é dada só no dia do meu aniversário.

Rafael disse...

Um comentário bonito feito por uma pessoa especial para outra pessoa tambem especial.
Apesar de divergencias e de formas de ser e de estar por vezes diferentes, fazem um par engraçado e têm personalidades que acabam por trazer á luz o melhor de cada um.

Um abraço a ambos,

Rafael