domingo, maio 01, 2011

DIA DA MÃE

Há mães no BDSM.
Infelizmente não estou entre elas, mas se o meu filho tivesse nascido faria nesta altura 4 anos e continuo a homenageá-lo com os meus amigos que, aqui, me acompanham, vai fazer 7 anos também este mês.
Falo de quem vale a pena e não das farsas que nos últimos meses, hipocritamente, com nicks e anonimamente, aqui e não só, tentaram magoar-me e insultar-me a troco de nada, de uma falsa ilusão de "eu posso". Graças a quem me gosta, antes, durante e depois - sempre - continuo a acreditar em mim e nos valores intrínsecos de quem está de bem consigo antes de tudo o resto, e a minha ausência foi apenas isso - um reforçar os laços com uma nova realidade. Agradeço a todos, portanto, pois até os bobos têm uma função importante numa trama.



Mas hoje falo das mães e dos filhos.
Podia ter sido mãe de um filho nascido de uma relação dentro do BDSM - e conheço iguais - mas um aborto espontâneo, infelizmente, tolheu as expectativas. Nunca esquecerei o filho que não tive, nem o pai, por quem estava apaixonada e era meu Dominador. Termos e nomes, que o importante são os afectos e uma mulher e uma criança que nasce dela serão sempre um milagre! Ad eternum.
No entanto, penso ter ajudado a criar outras crianças e outros filhos, e dado o meu melhor até com crianças grandes e sinto-me mãe de muita gente, muitas vezes - e se houver amor, haja quem o queira receber...
Um sorriso enorme a todas as mães do Mundo pela ousadia em tornar milagres possíveis, pela coragem.

Quanto à preocupação de muita gente com esta criança que, muitas vezes, sou eu, só posso agradecer o cuidado e assegurar que nunca estive tão bem nos últimos anos e cheia de energia para fazer milagres acontecerem, possa eu contar com todos voces - os que valem a pena...

Bute lá continuar a sorrir e a fazer brilhar ainda mais os nossos olhos!

6 comentários:

Anónimo disse...

Não sabes quem sou, e isso não importa.
Não é de mim que venho falar e sim do dia da mãe, e das mães deste mundo.
E ser mãe não é só ter filhos. É ter amor, e ao ler o que escreves o amor sobressai.
Por isso uma rosa virtual para ti, neste dia em que ao fim e ao cabo é o amor que se comemora.

Anonimus

honey disse...

Adorei a Homenagem :)que se sente "sentida".Somos, sim, sempre, mãe de alguém ao longo da vida, está no sangue.

Janus_Sw disse...

Um beijo enorme para ti, amiga querida! Sentimentos , esses que guardamos, é a essência do ser.
O que resta é totalmente desnecessário.
Grato por compartilhar suas sensações conosco.
Beijos

Tattourouge disse...

Boa tarde,

deixando meu novo endereço de blog

www.tattourouge2.blogspot.com.

Espero tua visita.

Abraços,

Tattourouge

Lord Bondage disse...

Seja muito bem vinda Miss Libido

Beijos

Lord Bondage

amadeu gonçalves disse...

e a vida continua, entre o passado, o presente e o futuro, com o presente ao futuro, e caminhando com esperança sempre, porque a vida vale a pena caminhá-la, em frente, sempre. deste teu novo amigo, esta simples mensagem.