domingo, janeiro 24, 2010

O Sexo, a Sexualidade, os Sexismos, os Ssssss.....


PRAZER
"Sentimento primário que produz sensações gratas e de bem-estar às pessoas. Se for muito intenso, pode produzir alterações orgânicas. O princípio do prazer é, segundo a psicanálise, um mecanismo para a satisfação das necessidades instintivas com o fim de reduzir a tensão. O prazer sexual tem especiais características de intensidade, derivadas não só do orgasmo, máxima satisfação da genitalidade, mas dos outros intercâmbios que se dão no terreno erótico, sentimental, etc."









HENRY HAVELOCK ELLIS
"Psicólogo Inglês, contemporâneo de Sigmund Freud. Entre 1897 e 1928 publicou uma obra em sete volumes intitulada "Studies in the Psychology of Sex (Estudos da Psicologia do Sexo)", que é fundacional da sexologia como disciplina científica moderna. Foi um ardente inimigo da moral vitoriana, pelo qual foi muito combatido e desprezado. No entanto, obteve ao mesmo tempo o reconhecimento dos seus colegas pelo seu notável trabalho. Os seus estudos apresentaram conclusões, produto das suas observações e investigações na sociedade da sua época, entre elas: que a masturbação é frequente em ambos os sexos, e que não é uma prática nociva; que a homossexualidade e a heterossexualidade são complementares e não opostas; que as mulheres, tal como os homens, têm desejo sexual e que isso as torna mais normais e bem estruturadas psiquicamente e que o sexo oral não constitui uma perversão, mas uma necessidade do prazer erótico."

http://adbonline.anu.edu.au/biogs/A040139b.htm




AUGUSTE FOREL
"Morges Waadt, 1848-1931

Psiquiatra, investigador do cérebro humano e das formigas. Dirigiu a Clínica Burghölzli e foi professor da Universidade de Zurique. É considerado um pioneiro da Sexologia Suíça. As suas teorias sexológicas estenderam-se também ao âmbito social. Entre as suas propostas destaca-se a sua proposição de atingir a igualdade total entre ambos os sexos e o reconhecimento formal do trabalho doméstico feminino que, segundo Forel, era equivalente ao trabalho profissional masculino. Advogou a despenalização do concubinato e de todas as relações sexuais de consentimento mútuo entre adultos. No caso da homossexualidade, considerou um absurdo a proibição do matrimónio entre homens, já que opinava que era algo "completamente inofensivo à sociedade". Fomentou também a livre disponibilidade de métodos contraceptivos e defendeu mesmo que o aborto devia permitir-se em casos de violação, perigo para a saúde da mãe, doenças mentais e casos semelhantes. Estas teses, que nos princípios do séc. XX eram provocativas e causavam escândalo, são as que na actualidade muitos países ocidentais estão a aplicar."
http://en.wikipedia.org/wiki/Auguste_Forel










SIGMUND FREUD
"Freiberg, antiga Morávia e hoje Príbor, Checoslováquia, 1856 - Londres, 1939.

Enquanto estudava o curso de Medicina, do qual tinha completado quase a metade, decidiu dedicar-se á investigação biológica e, entre 1876 e 1882, trabalhou na investigação de algumas estruturas nervosas dos animais e na anatomia do cérebro humano. Em 1885, foi nomeado docente privado da Faculdade de Medicina de Viena, onde ensinou inicialmente neuropatologia, e depois psicanálise, embora sem aceder a nenhuma cátedra. Teve um consultório privado como neuropatologista, utilizando a electroterapia e a hipnose para tratar as doenças nervosas. Foi então que desenvolveu as suas primeiras ideias sobre a psicanálise e sobre o papel desempenhado pela sexualidade na etiologia dos transtornos psíquicos. Em 1899, apareceu a sua famosa obra "A Interpretação dos Sonhos" e em 1905 publicou "Três Contribuições Para a Teoria Sexual", a segunda mais importante da sua grande lista de obras.Este cientista e pai da psicanálise defendeu que a libido é o motor da energia vital e que os conflitos sempre têm uma base inconsciente de tipo traumático de origem sexual. Os seus discípulos e seguidores ampliaram e desenvolveram as suas teses, mas sempre com este mesmo ponto de partida."
http://pt.wikipedia.org/wiki/Sigmund_Freud








WILHELM REICH
"Psicanalista Vienense, 1897-1957.

Fez a sua primeira descrição do orgasmo e apresentou atrevidas ideias para a sua época acerca do mesmo, no seu livro "A Função do Orgasmo". Criou igualmente uma associação juvenil (Sex-Pol ou Sexualidade e Política) para defender os direitos dos jovens a uma vida sexual livre e agradável. Os anos mais produtivos do seu trabalho em Viena foram entre 1925 e 1934. O Nazismo acabou com esta corrente, o que fez com que Reich emigrasse para os Estados Unidos. As suas publicações foram numerosas e a sua influência, posteriormente, foi crucial para a revolução sexual na década de 1960."
http://en.wikipedia.org/wiki/Wilhelm_Reich







BLOCH E HIRSCHFELD
"Berlim (1907/1934)

Estes sexólogos criaram o primeiro Instituto de investigação e debate, formação e assistência clínica no campo da sexualidade. Defenderam a necessidade de uma nova ciência, a Sexualwissenchaft, que significa sexologia em alemão, de natureza interdisciplinar. também fundaram a primeira revista sobre sexualidade, chamada "Textos Sobre Sexologia" e publicaram numerosos livros e artigos. Este centro teve muita influência na Europa até à chegada ao poder do Nazismo ter acabado com ele."
http://www.worldlingo.com/ma/enwiki/pt/Iwan_Bloch





ALFRED CHARLES KINSEY
"Entomólogo e psicólogo norte-americano, nascido em Hoboken, New Jersey e falecido em Bloomington, Indiana, em cuja universidade foi catedrático.

Em 1938 dirigiu para a Fundação Rockfeller um projecto de estudo sobre o comportamento sexual humano. O primeiro dos oito volume projectados, com os relatórios dos inquéritos de Kinsey e dos seus colaboradores, atingiu uma ampla audiência popular e fez com que centenas de artigos em revistas e livros tratassem de julgar o chamado Relatório Kinsey, com comentários a favor e contra. O psicólogo foi muito criticado pelos moralistas, que repudiavam o tom da sua obra, enquanto que os sociólogos e os psicanalistas opinavam que os seus métodos de investigação e as suas análises estatísticas, bem como muitas das suas conclusões, eram falsos."
http://pt.wikipedia.org/wiki/Alfred_Kinsey



ERNEST GRÄFENBERG
"Em 1950, este ginecologista alemão anunciou que tinha descoberto na parede vaginal um ponto extremamente sensivel que podia produzir orgasmos muito intensos se se estimulava correctamente e que, além disso, um orgasmo deste tipo provocava a saída de um fluxo através da uretra equivalente à ejaculação masculina. Como Gräfenberg era um nome difícil de recordar, esta zona foi mais tarde denominada "Ponto G". A sua descoberta foi desde o primeiro momento muito controversa e foi discutida por muitos profissionais de diversos países. Ao mesmo tempo, desde que essa informação se formou pública, as mulheres dividiram-se em dois grupos: as que a viam como uma nova forma de satisfação sexual e as que consideravam que era invenção do seu descobridor. Promovidas por leituras que relacionavam este ponto com uma maior facilidade orgásmica, muitas mulheres dedicaram-se obsessivamente a procurá-lo, esquecendo que todo o seu corpo pode ser uma zona erógena. Muitas não o descobriram nunca."

http://pt.wikipedia.org/wiki/Ernst_Gr%C3%A4fenberg








SHERE HITE
"Nascida em 1942, actualmente vive em New Cork. É historiadora e os seus trabalhos de investigação são mundialmente conhecidos. No terreno do estudo da sexualidade os seus relatórios são citados com frequência e tomados como referência: O "Relatório Hite Sobre a Sexualidade Feminina" (1978) e o "Relatório Hite Sobre a Sexualidade Masculina" evidenciaram as muito insatisfatórias relações amorosas dos norte-americanos e são obras que foram reeditadas e traduzidas para inúmeras línguas. Com o aparecimento do primeiro destes relatórios, a sociedade americana sofreu uma crise profunda porque esta obra reflectia, entre muitos outros aspectos, que as mulheres também eram infiéis (70% das participantes), que as relações amorosas entre mulheres funcionavam melhor que entre heterossexuais e que o entendimento entre homens e mulheres era muito difícil."
http://en.wikipedia.org/wiki/Shere_Hite


http://www.ina.fr/economie-et-societe/vie-sociale/video/I08184590/interview-shere-hite-1ere-partie.fr.html

http://www.colbertnation.com/the-colbert-report-videos/68811/may-08-2006/shere-hite













FONTES:



"Sexo de A a Z" - Alicia Gallotti



Google







2 comentários:

Felídeo disse...

Bom trabalho de pesquisa Miss Líbido. Acho que devia ser leitura obrigatória.

Belas fotos com destaque para a primeira.

Joao disse...

Uma excelente reentrada na blogosfera!